sexta-feira, 11 de março de 2011

Pescaria – Ponte Pedro Ivo Campos

Olá pessoal. Esta vez, por falta de tempo fui pescar ou simplesmente descontrair atrás do local onde ocorrem as aulas de moto escola, que fica quase embaixo da ponte Pedro Ivo Campos, ponte que liga o continente a ilha de Santa Catarina.  Isto ocorreu em uma quinta-feira, dia 17/02/2011.
Algumas pessoas podem achar perigoso, desagradável ou até mesmo nojento, pescar e comer os peixes pegos nesse local, o que posso dizer é que nunca tive problemas com o pessoal de rua e não morri ainda, então o problema não é tão grave. Ressalto aos leitores que pesquei atrás do local onde ocorrem as aulas de moto escola e não na passarela que fica embaixo da ponte.
Seguindo com a pescaria, cheguei ao local por volta das 18:15hs, conheci outro pescador que já estava tentando pescar alguma coisa e assim como eu, estava esperando um colega para pescar. Passaram-se alguns minutos, o colega do outro pescador chegou e foram pescar na passarela embaixo da ponte, enquanto isso aguardava meu colega chegar...
Bom, já com as linhas na água, abri uma cerveja, liguei o som do carro e fiquei esperando que algum peixe fisgasse. Sim, tomando uma cerveja e escutando som, afinal neste local se pesca do lado do carro sem problema algum.
Outros rapazes chegaram, jogaram suas linhas na água, e conseguiram pegar uma corvina bem no raso, o que me deixo indignado, pois estava arremessando longe da costa. Já que eles iam soltar, me ofereceram o peixe e aceitei, foi pra caixa.
Minutos depois, o Arion liga dizendo que ia demorar pra chegar por causa do transito da Beira Mar Norte, chegou depois das 20hs.
O tempo passou e não peguei nada alem de baiacus. Os rapazes que haviam pegado a corvina também não pegaram mais nada também, isso foi bom, pelo menos neste momento eu não era o único a não pescar nada.
O Arion chegou, jogamos conversa fora, tomando umas geladas, e de repente... corre... corre... ta puxando! A primeira corvina foi pega, pequena! Mas também foi pra caixa. Foto abaixo.

Minutos ou uma cerveja depois, limpei os peixes e fomos embora, afinal no dia seguinte tínhamos que trabalhar. Esta noite foi o dia do peixe e não do pescador, ou seja, dia que o pescador não pega nada.
Era isso pessoal, obrigado pela atenção e fiquem a vontade para olhar, comentar com elogios, críticas ou sugestões para pesca.
Abraços e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário