sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Coral invasor é localizado na Ilha do Arvoredo

O coral-sol cresce muito rápido e inibe o crescimento de outras espécies.


O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) com apoio da equipe do Departamento de Ecologia e Zoologia da Universidade Federal de Santa Catarina, alunos de mestrado e da graduação, fez uma excursão para remover aproximadamente 50 colônias do coral-sol na costa da Ilha do Arvoredo, ao norte da Ilha de Santa Catarina. A excursão teve como objetivo impedir que o coral originário do oceano índico e do pacífico se fixe definitivamente na região.

— A remoção de uma espécie invasora só é viável no início. Esse tipo de coral cresce muito rápido e toma o lugar esponjas, algas, que ficam sem espaço para crescer e se desenvolver. Como ele é originário do oceano índico, e lá existem entre 500 e 600 espécies de coral, ele se tornou extremamente competitivo. No Brasil nós temos apenas 20 tipos de coral e apenas um em Santa Catarina — afirma o professor Alberto Lindner, do Departamento de Ecologia e Zoologia da UFSC.

Apesar da remoção ter sido realizada com sucesso nos dias 16 e 17 de fevereiro, novos focos do coral Tubastraea coccinea já foram localizados por mergulhadores e serão investigados e possivelmente removidos.

— Ou a gente toma essa atitude agora ou espera 10, 15 anos e vai lidar com os problemas que surgirem — diz o professor.

O coral-sol é uma espécie animal que foi localizada pela primeira vez na América na década de 50, ao sul dos Estados Unidos. Ele foi se espalhando pela costa e chegou ao Brasil na década de 80, quando foi localizado em plataformas petrolíferas no Rio de Janeiro. Atualmente ele já infestou o litoral do Rio e de São Paulo.


Fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2012/02/coral-invasor-e-localizado-na-ilha-do-arvoredo-3673420.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário