segunda-feira, 28 de julho de 2014

Peixe: um rico alimento - Do fundo do mar ou do rio? (Parte 3 de 4)

Olá pessoal!

Segue a terceira parte da matéria, Peixe: um rico alimento.


Do fundo do mar ou do rio?

Engana-se quem pensa que peixe é tudo igual. Os pescados provenientes do mar, por exemplo, têm maior quantidade de sódio e de iodo – este último, importante para o bom funcionamento da glândula tireoide. Portanto, pessoas com problema de hipertensão arterial devem escolher, preferencialmente, peixes de água doce ou consumir o peixe salgado com moderação.

Confira as propriedades de alguns peixes de águas doce e salgada.

Espécies de rio

·         Truta: excelente fonte de ômega 3, que auxilia no controle do colesterol. É um peixe saboroso e muito apreciado.

·         Pacu: a carne, quase sempre sem espinhas, é saborosa, porém gorda e um pouco indigesta.

·         Pintado: carne saborosa, leve e com baixo teor de gordura. Não é muito rico em proteínas, mas é benéfico quanto à digestão.

Espécies do mar

·         Salmão: de carne rosada, rico em ácido graxo e ômega 3. Favorece o controle do colesterol.

·         Pescada: muito consumido no Brasil, por seu sabor delicado, pelas poucas espinhas e pelo baixo custo. Se a preparação for frita, o valor calórico aumenta.

·         Badejo: com pouca gordura e com baixo teor de colesterol.

·         Robalo: tem a carne branca e magra. Com isso, é leve e de fácil digestão.

·         Bacalhau: boa fonte de ômega 3. Geralmente é importado da Noruega e de Portugal; tem a carne branca e saborosa. O cuidado no preparo é a retirada do excesso de sal das postas, deixando-as de molho por pelo menos 10 horas, trocando a água a cada 1 hora. O consumo não é recomendado para pessoas com hipertensão arterial.

·         Atum: rico em proteínas, vitaminas e minerais, contribui para a formação muscular e previne doenças do coração, já que também é uma boa fonte de ômega 3.

·         Sardinha: rica em vitaminas A e D, é de fácil digestão. Sua carne, de cor azulada, contém mais nutrientes que a dos peixes de carne branca.


Fonte: http://www.einstein.br/einstein-saude/nutricao/Paginas/peixe-no-cardapio.aspx

Parte 1: Peixe: um rico alimento
Parte 2: Na hora de comprar
Parte 4: Mitos e verdades

2 comentários:

  1. Um primo meu alega que os peixes de água doce normalmente são mais livres de contaminações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ol� Kamikaze! Pois � boa alega�o, mas acho que depende muito do local onde se fisga o peixe ou ainda se o peixe � de passagem ou n�o.
      Abra�os

      Excluir